quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Absurdo - Leninha Padilha

Absurdo

É absurdo pensar em ti?
Não. Absurdo é não te amar!
Absurdo é sonhar e não querer acordar!
Absurdo é não te querer

Enquanto os instantes não passam
espero cedo a noite chegar
Os ponteiros apressam-se
Entendem que desejo te amar

A noite corre feito louca atrás do dia
Enquanto eu fico aqui estagnada
Pensando que posso ser tudo ou nada
E para ti ... A vida continua...


poetisa convidada de Natal -RN

2 comentários:

iza disse...

Hummmmmmm, agoa na net!!!!
Você pode!!!
Manda autras.....
Beijo, ass:Izabelly

Charlla disse...

Admiro Leninha porque ela é profunda em tudo que faz, isso não se aplica apenas quando escreve, mas, principalmente quando fala e pinta..........perto dela me torno um ser humano melhor.